Estação piloto de carga rápida de veículos elétricos é instalada em Araquari

Preço da gasolina sobe em quase todas as regiões de SC
23 de novembro de 2016
Sindipetro na mídia
18 de janeiro de 2017

Estação piloto de carga rápida de veículos elétricos é instalada em Araquari

Compartilhar:

Esse primeiro eletroposto integra a proposta inovadora de formar o primeiro Corredor Elétrico da região Sul.

O posto Sinuelo de Araquari será o primeiro espaço público, em Santa Catarina, a disponibilizar uma estação de carregamento rápido para veículos elétricos a partir de dezembro. A iniciativa faz parte de um projeto executado pela Fundação CERTI com recursos do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento – P&D Celesc/ANEEL.

 

Esse primeiro eletroposto integra a proposta inovadora de formar o primeiro Corredor Elétrico da região Sul, implantando eletropostos também em Florianópolis, Balneário Camboriú e Joinville, na BR-101, rodovia próxima à região litorânea de Santa Catarina.

 

Eles estarão disponíveis, a partir de meados de 2017, em autopostos e estacionamentos públicos para que os usuários de veículos elétricos híbridos plug-in e elétricos puros possam reabastecer num curto espaço de tempo; em torno de 15 a 20 minutos. Na Parada Sinuelo, em Araquari, dois veículos poderão ser carregados simultaneamente.

Com uma rede de eletropostos, o projeto viabiliza condições para inserção de veículos elétricos na frota brasileira. O interesse crescente por essa tecnologia provém de suas vantagens: são veículos mais eficientes, não geram emissão de gases de efeito estufa, possuem baixo ruído e têm menor necessidade de manutenção em relação aos automóveis convencionais.

 

Estudos mostram que o valor do quilômetro rodado de um carro à combustão, considerando o uso de etanol, é de aproximadamente R$ 0,19. No veículo movido à eletricidade, este valor é de apenas R$ 0,05, ou seja, quatro vezes menor. De acordo com a ABVE (Associação Brasileira de Veículo Elétrico), os VEs têm isenção de IPVA em sete estados brasileiros (MA, PI, CE, RN, PE, SE e RS) e alíquota diferenciada em outros três: SP, RJ e MS.

 

As cidades de São Paulo, Campinas, Curitiba, Brasília, Porto Alegre e Foz do Iguaçu já contam com estações de carregamento; nem todas estão acessíveis à população, pois boa parte atende somente táxis ou veículos de órgãos públicos. Até o final deste ano, a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) terá o próximo eletroposto, oferecendo carregamento lento (que leva de 4h a 8h para carregar o veículo).

 

Sistema

A lógica de funcionamento dos postos está ligada à rede de distribuição de energia que alimenta as estações de carregamento. Algumas estações contarão com fonte de energia fotovoltaica, o que reduz a necessidade de energia vinda da rede elétrica. Outros eletropostos terão baterias para armazenar a energia, operando sem conexão com a rede de distribuição, quando necessário. Essas estações estarão disponíveis a todos os usuários mediante cadastro em um sistema central de gerenciamento, desenvolvido pela Fundação CERTI.

 

Em 27 de julho, a Fundação CERTI e a Celesc participaram da Consulta Pública que tratou do assunto. Na ocasião, foram solicitados subsídios para avaliar a necessidade de regulamentar o fornecimento de energia elétrica para veículos elétricos, tendo em vista que ainda não existe legislação no País para normatizar as relações comerciais que envolvem a operação de eletropostos.

 

 

Fonte: http://www.setorenergetico.com.br/destaques/estacao-piloto-de-carga-rapida-de-veiculos-eletricos-e-instalada-em-araquari/20617/

Fale conosco
X