Governo dá 10 dias para distribuidoras detalharem preços de combustíveis

Justiça pede esclarecimentos sobre apps de desconto em combustível
25 de fevereiro de 2021
Modelo de placa personalizada referente ao Decreto 10.634
26 de fevereiro de 2021

Governo dá 10 dias para distribuidoras detalharem preços de combustíveis

Compartilhar:
O Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), deu dez dias para as principais distribuidoras do país apresentarem esclarecimentos sobre o preço e a qualidade dos combustíveis comercializados.
A iniciativa acontece após o presidente Jair Bolsonaro anunciar a troca de comando na Petrobras e pressionar por mudanças na política de preços da estatal.
Além de informarem sobre a composição de preço dos combustíveis e a garantia de qualidade dos combustíveis, as distribuidoras também precisarão esclarecer o uso de aplicativos de celular para concessão de descontos e outros benefícios, além de quais dados estão sendo capturados por essas ferramentas.
Segundo a secretária Nacional do Consumidor, Juliana Domingues, esse é um setor que já vem sendo acompanhado pelo órgão. “As notificações dão continuidade ao trabalho de monitoramento de mercado da Senacon, com vistas a aprimorar as atividades regulatórias e promover o aumento da concorrência e a harmonia das relações de consumo no mercado de combustíveis líquidos, GLP e derivados de petróleo, gás natural e biocombustíveis”, afirmou.
De acordo com a Senacon, as respostas serão analisadas de forma crítica, para identificar como é tratada a relação entre as distribuidoras e revendedoras na composição de preços e na qualidade dos combustíveis. O órgão também quer entender como tem funcionado o uso desse tipo de aplicativo, que se tornou comum em postos de gasolina.

SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE DERIVADOS DE PETRÓLEO DO ESTADO DE SANTA CATARINA – SINDIPETRO/SC

Fale conosco
X