O galão de 5 litros sofreu mudanças e deve ser substituído nos postos de combustíveis

Foto: Diário de Pernambuco
‘Nova CPMF’ deve ser 4º imposto que mais arrecada
10 de agosto de 2020
Parceria com a Plumas Contábil oferece vantagens aos associados Sindipetro/SC
11 de agosto de 2020

O galão de 5 litros sofreu mudanças e deve ser substituído nos postos de combustíveis

Compartilhar:

Está em vigor desde o dia 28 de março, deste ano, a Portaria Inmetro 141/2019 que estabelece uma série de mudanças para os recipientes de transporte de combustíveis, entre eles, os galões de 5 litros disponibilizados nos postos revendedores. O documento estabelece uma série de mudanças visando tornar o transporte de combustível fora do tanque cada vez mais seguro.

O galão de 5 litros costuma ser vendido pelo posto ao cliente principalmente em casos de pane seca. A nova embalagem está de acordo com a Resolução nº 41 da ANP e só começou a ser produzida pelas empresas, após a entrada em vigor da Portaria.

Com a disponibilização do produto no mercado, a ANP pode fiscalizar e autuar os estabelecimentos que realizarem a comercialização dos combustíveis em galões que não atendem as novas determinações e não possuem o Selo de Conformidade

Para ajudar os revendedores associados, o SINDIPETRO/SC preparou um apanhado das principais mudanças, confira:

– Os recipientes de combustíveis devem ser rígidos, metálicos ou não metálicos, certificados e fabricados para esta finalidade;
– No caso de recipientes não metálicos, a capacidade máxima deve ser de 50 litros. Acima desse volume, os recipientes devem ser metálicos;

– Os vasilhames devem conter um Selo de Identificação da conformidade no produto, concedido pelo Inmetro. Além disso, as embalagens reutilizáveis devem apresentar as seguintes marcações e identificações OBRIGATÓRIAS:

  • Seta para Cima: símbolo de risco do transporte para inflamáveis e símbolo de manuseio de acordo com conforme a ABNT NBR 7500.
  • Palavra REUTILIZÁVEL: está palavra deverá estar de em alto relevo e impressa de forma indelével, no caso de embalagens metálicas, na face oposta às marcações dos símbolos.
  • Frase: Uso exclusivo para combustíveis automotivos também em relevo para embalagens plásticas e impressa de forma indelével nas metálicas, na face oposta as marcações dos símbolos;
  • Frase: “Perigo! Produto classificado como perigoso para a saúde humana’
  • Instrução de uso da embalagem, contendo a informação de que após a utilização, deve ser armazenada vazia e tampada;
  • Indicação do nível máximo de enchimento (correspondente a 95% da capacidade máxima), em relevos embalagens plásticas devem conter, em relevo.
  • A data de fabricação no formato mês/ano”
  • O prazo ou data de validade, limitado ao máximo de cinco anos contados a partir da fabricação nas embalagens metálicas a validade deve ser determinada pelo fabricante.

Buscando facilitar a aquisição do novo produto, o SINDIPETRO/SC está disponibilizando, a pronta entrega, galões/bombonas de 5 litros homologadas conforme a Portaria 141/2019, ao preço de R$ 6,99 a unidade.

Especificações: Bombona plástica modelo C95, perfil retangular com capacidade de 5L, um bocal e alça flexível.
Matéria Prima: Polietileno de alta densidade e alto peso molecular (PEAD)
Processo de Fabricação: Processo de sopro
Certificação: Homologada para grupo de embalagem II produtos com densidade até 1.5.

Para adquirir ou saber mais sobre o produto entre em contato com o sindicato através do (47) 3433-0932 ou no WhatsApp (47) 98847-9520.

 

Fale conosco
X