Petrobras volta a reduzir preço dos combustíveis

Petróleo se recupera diante de compromisso para corte de produção
8 de novembro de 2016
Cotação do etanol deve continuar em alta
10 de novembro de 2016

Petrobras volta a reduzir preço dos combustíveis

Compartilhar:

Fonte: O Globo

09/11/2016 – A Petrobras anunciou nova redução no preço da gasolina, a segunda em menos de um mês. O combustível nas refinarias ficará 3,1% mais barato. O diesel foi reduzido em 10,4%. A Petrobras anunciou ontem uma nova redução nos preços dos combustíveis no país. De acordo com a estatal, o preço da gasolina caiu 3,1%, e o do diesel teve queda de 10,4% nas refinarias. A mudança começou a valer no primeiro minuto de hoje eé a segunda baixa em menos de um mês. A companhia informou que, se o ajuste for repassado integralmente para as bombas, o preço do diesel pode cair 6,6%, ou cerca de R$ 0,20 por litro, enquanto o da gasolina pode recuar 1,3%, ou R$ 0,05 por litro.
A decisão foi tomada na tarde de ontem pelo Grupo Executivo de Mercado e Preços, formado por Pedro Parente, presidente da companhia, Jorge Celestino e Ivan Monteiro, diretores de Refino e Investidores, respectivamente. No dia 14 de outubro, a estatal anunciou redução de 3,2% no preço da gasolina e de 2,7% no do diesel. Essa queda, no entanto, não foi repassada aos consumidores. Na bomba, os preços chegaram a ter alta superior a 4% nos postos do Rio na semana seguinte à redução feita pela estatal, de acordo com a Agência Nacional de Petróleo (ANP).
“A combinação de queda no preço do petróleo e derivados entre o dia 14/10 e hoje (ontem), que chega a 12,1%, e a redução da participação da companhia nas vendas ao mercado interno têm impactos sobre o nível de utilização dos ativos da Petrobras, especialmente no refino, sobre os níveis de estoques e também sobre os fluxos de importação e exportação”, explicou a estatal em nota na noite de ontem. Segundo a companhia, a redução faz parte de sua nova política de preços, anunciada no mês passado.
Adriano Pires, presidente do Centro Brasileiro de Infra Estrutura (CBIE), avalia que a redução vai impactar o caixa enfraquecido da Petrobras. E que, num cenário de recessão, será preciso aguardar para ver em quanto a medida pode melhorar as vendas de combustíveis da estatal:
— Mas é uma notícia boa pelo fato de que Pedro Parente, no último anúncio de redução dos preços dos combustíveis, afirmou que iria reajustar os preços conforme as variações do mercado internacional. E ele está fazendo isso. Sinaliza autonomia na gestão da companhia, o que é importante para acionistas e investidores.

Fale conosco
X