Pista de concreto impermeável

Utilização de EPI’s em postos de combustíveis
8 de fevereiro de 2015
Dezembro 2014 / Janeiro 2015
15 de maio de 2015

Pista de concreto impermeável

Compartilhar:

Luiz Falat – Gerente da Briopreserve

Abastecimento e descarga

Ao estabelecermos contato com inúmeros revendedores localizados nos Estados do Paraná e Santa Catarina, costumeiramente podemos verificar a inexistên3cia de pistas de concreto impermeável junto às áreas de abastecimento e descarga de combustíveis, bem como a existência de mecanismos sem a devida manutenção.

A pista impermeável, aliada à boa funcionalidade das canaletas coletoras, é um dos mecanismos mais importantes para contenção de derramamentos e vazamentos de pequena monta. O funcionamento conjunto dos mecanismos anteriormente citados propicia o direcionamento dos efluentes provenientes das operações efetuadas sobre as pistas (descarga de combustíveis e abastecimentos) para o sistema de separação de água e óleo.

Durante as vistorias realizadas pelos órgãos ambientais,  são verificadas anomalias, tais como a presença de espaçamentos entre o concreto e a acomodação das canaletas coletoras, o posicionamento das canaletas coletoras em relação à projeção da cobertura, entupimento dos dutos de condução dos efluentes ao sistema de separação de água e óleo, desgastes na superfície do concreto, fissuras e rachaduras junto à estrutura das mesmas, as quais costumeiramente estão presentes em grande parte delas.

As fissuras ou trincas que surgem junto às pistas de concreto impermeável podem decorrer da má acomodação e compactação do subsolo, mau dimensionamento na estrutura do concreto armado, ou em falhas na execução da concretagem. Deve-se entender que, além dos problemas estruturais, em decorrência do uso, pode vir a ocorrer o desgaste natural da camada superficial do concreto.

O desgaste natural da pista de concreto ocorre pela fricção entre a superfície do pneu com a areia depositada junto à camada superficial do concreto, a qual pode ser evitada através da limpeza periódica da pista.

Para tratamento da fissura superficial pode ser efetuado o preenchimento da mesma com argamassado à base de epóxi. Ao identificar a trinca estrutural, não caberá o tratamento anteriormente indicado, devendo a mesma ser refeita. A correção poderá ser efetuada de forma parcial e localizada, contemplando somente a área da trinca. Nestes casos, sugere-se o acompanhamento por profissional especializado (engenheiro civil), o qual deterá os conhecimentos necessários para correção do referido mecanismo de contenção.

Cuidado! É de extrema relevância realizar a manutenção preventiva de seu mecanismo de contenção. A aplicação e a adoção de medidas paliativas poderá sugerir um correto funcionamento por curto espaço de tempo, porém não realizarão a contenção necessária em caso s de derramamentos e vazamentos, incorrendo na contaminação do solo do empreendimento.

12

Fale conosco
X