Projeto isenta de IPI equipamentos de captação de água das chuvas

Governo brasileiro não avalia no momento elevar Cide para gasolina
28 de junho de 2016
Venda de carros registra pior semestre em 10 anos
5 de julho de 2016

Projeto isenta de IPI equipamentos de captação de água das chuvas

Compartilhar:

image0052-wAgência Câmara Notícias

Janary Júnior

29/06/2016 – Tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 377/15, que isenta a comercialização de equipamentos usados na implantação de sistemas de captação de águas pluviais, para fins não potáveis, do pagamento do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e do Imposto sobre Importação (II). A proposta é de autoria do deputado Fausto Pinato (PRB-SP).

Entre os equipamentos isentos estão máquinas, filtros, painéis, captadores, bombas, calhas, condutores verticais e coletores horizontais.

A proposta determina que o Poder Executivo estimará o impacto da renúncia fiscal sobre o orçamento da União. O valor deverá constar no projeto de lei orçamentária apresentado depois da publicação da lei decorrente do PL 377.

Reaproveitamento

Segundo o deputado Pinato, o objetivo da proposta é estimular “a cultura de reaproveitamento da água da chuva para fins não potáveis”.

Ele ressalta que o Brasil, apesar de apresentar uma das maiores reservas hídricas do mundo, está convivendo com a escassez de água potável em diversas regiões. Esse problema seria provocado, principalmente, pelas mudanças climáticas e pelo desequilíbrio entre a distribuição demográfica, industrial e agrícola. “A conscientização da importância da economia de água é um dos primeiros passos para atenuar o problema e, juntamente com o incentivo do governo, levar a mudanças de hábitos da população para o uso racional da água”, disse Pinato.

O deputado lembra que a renúncia visa ao reuso de água não potável, ou seja, aquela destinada para torneiras de jardim, bacias sanitárias e lavagem de veículos, entre outros fins.

Tramitação

O projeto tramita em caráter conclusivo nas comissões de Finanças e Tributação; e Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fale conosco
X