SINDIPETRO/SC discute repasse do desconto do óleo diesel com Procon Estadual

SINDIPETRO/SC está atuando incansavelmente em prol dos revendedores de combustíveis desde as paralisações dos caminhoneiros
7 de junho de 2018
Alterado Ato Cotepe da gasolina comum em Santa Catarina
14 de junho de 2018

SINDIPETRO/SC discute repasse do desconto do óleo diesel com Procon Estadual

Compartilhar:

Com o objetivo de discutir o repasse do reajuste do óleo diesel recebido das distribuidoras para os consumidores, conforme portarias 735 e 760, o presidente do SINDIPETRO/SC, Luiz Antonio Amin, e o assessor jurídico Alam Mafra, se reuniram na segunda-feira, 11 de junho, com o coordenador do Procon Estadual, Michael da Silva.

O encontro aconteceu na sede do Sindópolis (Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis Minerais de Florianópolis) e contou com a participação de representes do sindicato da Capital, do Sincombustíveis (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Litoral Catarinense e Região) e do Sinpeb (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Blumenau).

Apesar de o Governo Federal ter anunciado o desconto de R$ 0,46 no óleo diesel, nem todos os revendedores do Estado estão recebendo o valor total de suas respectivas distribuidoras, por isso, os quatro sindicatos enviaram ofícios para as 12 principais distribuidoras que atuam em Santa Catarina, questionando por qual motivo o repasse não está chegando.

Durante a reunião, Amin entregou ao coordenador do órgão de fiscalização documento contendo cópias de ofícios encaminhados e as respostas recebidas.

Lurran Nascimento de Souza (E), presidente do Sindópolis, Luiz Antonio Amin, presidente do SINDIPETRO/SC, Michael da Silva, coordenador do Procon/SC e Julio César Zimmermann, presidente do Sinpeb

O coordenador do Procon/SC, Michael da Silva disse estar ciente que os postos não estão recebendo o valor total do repasse, e, que isso é levado em consideração no momento da fiscalização. “Em cinco dias, o Procon/SC juntamente com o Ministério Público notificará as distribuidoras para que expliquem por qual motivo o repasse não está chegando aos postos”, explicou o coordenador.

O entendimento do órgão fiscalizador e a orientação dada por Procon/SC e sindicatos aos postos de combustíveis foi reforçada durante a reunião: Com relação ao óleo diesel, o revendedor deve repassar ao consumidor, exatamente o valor recebido da sua distribuidora. Além disso, os postos devem afixar em suas bombas um informativo com o valor do produto vendido ao consumidor no dia 21 de maio e  preço atual (conforme modelo abaixo).

Fale conosco
X